Cargas disponíveis

  • Título de Cargas

    Referencia de Cargas

    Resumo de Cargas

Fone: (51) 3238.5452 / gtr@atrhol.com.br

NOTÍCIAS

  • 06/05/2015

    " Acompanhei as melhorias que aconteceram na região, desde o primeiro encontro em 2014, e outras que estão em andamento. Isso tudo se deve ao canal direto de diálogo com a Prefeitura por meio dos Polígonos Empresariais", afirmou o empresário e diretor presidente da ATRHOL - Agência e Transportes Horizontina, Jorge Lanzanova, durante a 2ª rodada do Polígono Empresarial Morart, nesta terça-feira (5), na sede da ATRHOL, no Bairro São Luís.   No encontro, o prefeito Jairo Jorge complementou alguns encaminhamentos necessários das demandas apontadas pelos empresários, como reforçar o Plantão Integrado de Fiscalização em relação a atividades irregulares que ocorrem na região, o monitoramento da rede de tubulação para coibir os alagamentos, a questão da readequação das calçadas, além de intermediar as tratativas quanta a falta de energia elétrica e acesso à internet. Antes das manifestações dos empresários, o secretário de municipal de Desenvolvimento Econômico, Mário Cardoso, apresentou as soluções encaminhadas pelo Município referente às demandas apontadas na primeira reunião realizada em 2014. Melhorias Acesso a internet - já foram autorizadas as licenças ambientais para instalação das torres das empresas que prestam este serviço;  Iluminação Pública - foram instaladas 53 novas luminárias; Limpeza urbana - realizada na região a cada 45 dias, além das 15 notificações encaminhadas aos proprietários de áreas particulares em função de acúmulo de lixo e falta de limpeza; Segurança Pública - Instalada câmera de monitoramento na esquina com a Avenida Guilherme Schell, além da realização do Plantão Integrado de Fiscalização na região.  Alagamentos - a Prefeitura realizou a limpeza da Vala Jusante para evitar os alagamentos na região, além do monitoramento e limpeza das redes de tubulação; Mobilidade Urbana - executado o acesso da Berto Círio à BR-386, com extensão de um quilômetro (Dnit e Prefeitura); Readequação das calçadas - seis empresas situadas na Rua João Goulart já iniciaram a readequação e, quatro da Rua Juscelino Oliveira foram notificadas. Presença Participaram do encontro representantes das empresas ATRHOL, Alsco Toalheiro Brasil, Cheveste Techology, Ravenna e JCS, além da vice prefeita Beth Colombo e secretários municipais.   FONTE: www.canoas.rs.gov.br/ Crédito da notícia: Jornalista Alessandra Obem - MTE 6784   Leia Mais

  • 23/04/2015

    O SETOR DE SINISTRO da RASTER com o intuito de manter clientes e colaboradores informados repassa  novas informações referente aos protestos e paralisações de caminhoneiros que  ocorrem nas Rodovias do País.   Novos Locais de Bloqueios:   *Rio Grande do Sul  BR-472 em Santa Rosa, BR-386 Frederico Westphalen. Também a um ponto de manifestação na RSC-287 em Venâncio Aires.  *Paraná caminhoneiros estão sendo orientados a parar em postos de Combustíveis as margens das BRs-277 em Cascavel e BR-163 em Capitão Leônidas Marques. Na BR-467 em Toledo apenas carros de passeio estão podendo seguir viagem.  * No Rio Grande do Sul,  novos protestos em Ijuí na BR-285, e permanecem protestos na BR-101 em Três Cachoeiras, BR-386 em Soledade, BR-470 em Veranópolis. * Em Santa Catarina, existem concentração de caminhões nos acostamentos e postos, mas nenhuma Rodovia bloqueada até o momento. * No Paraná além dos protestos na BR-376, em Marialva, na BR-277 em Medianeira e Irati os bloqueios são parciais, novo bloqueio é confirmado na BR-277 em Laranjeiras do Sul. * Mato Grosso adere as paralisações, já se encontram com bloqueios as Rodovias BR-163 em Lucas do Rio Verde e BR-364 em Rondonópolis e Diamantino. * Em São Paulo vários caminhoneiros param em Postos de combustíveis em Ribeirão Preto, mas sem bloqueios nas Rodovias.      Pelo menos em 6,4 mil quilômetros de rodovias concedidas à iniciativa privada no Estado de São Paulo, os caminhoneiros vão continuar pagando pedágio também pelos eixos suspensos do veículo. O Diário Oficial da União da última sexta-feira (17) publicou decreto da presidente Dilma Rousseff que regulamenta a Lei dos Caminhoneiros, sancionada no início de março, e as novas regras entram em vigor, mas não vão valer para essas rodovias, segundo a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp).   A lei, editada após os protestos de caminhoneiros que paralisou rodovias entre o final de fevereiro e início de março, prevê o fim da cobrança de tarifa pelo eixo de veículos de cargas cujas rodas não estejam em contato com o asfalto. O decreto determina que os órgãos de trânsito da União, Estados e municípios adotem medidas para viabilizar a isenção. Pela regra anterior, caminhoneiros tinham que pagar pedágio para todos os eixos dos seus veículos, independentemente de estarem em uso ou não.   A Artesp informou em nota, contudo, que o artigo da lei federal que versa sobre a isenção dos eixos suspensos é juridicamente inaplicável no âmbito das rodovias estaduais. "Portanto, nas rodovias estaduais paulistas não haverá nova mudança tarifária", informou a Artesp. Os Estados do Rio de Janeiro e Paraná seguirão as regras publicadas pelo governo federal e concederão a isenção da tarifa. A confirmação foi feita pelas agências que fiscalizam essas concessões e pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR).   Rodovias Federais: Os caminhoneiros que trafegam pelas rodovias Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro; Régis Bittencourt, de São Paulo a Curitiba, e Fernão Dias, ligação da capital paulista com Belo Horizonte, já não pagam tarifa pelo eixo suspenso de seus veículos desde a madrugada. Comunicados divulgados nesta sexta-feira(17/04) pelas concessionárias das três rodovias informavam que, em cumprimento à determinação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), todo caminhão que passar pelas praças de pedágio com eixos suspensos serão considerados vazios, portanto, os eixos suspensos não entram no cálculo da tarifa.   Fonte: Raster Alerta   Leia Mais

  • 06/04/2015

    Cinco praças de pedágio entram em operação na semana de 12 a 18 de abril. Tarifas básicas variam de R$ 3,10 a R$ 5,20. Praça Ipameri (GO) ainda não tem data para início de cobrança.   A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), responsável pela fiscalização do contrato de concessão da BR-050, autorizou a MGO Rodovias a iniciar a cobrança de tarifa em cinco das seis praças de pedágio na BR-050 nas datas abaixo relacionadas, assim como o valor das tarifas por categoria de veículo. A tarifa básica (categoria 1) é aplicada a veículos de passeio; outras categorias de veículos terão preços diferenciados, conforme a tabela abaixo:            TARIFAS DE PEDÁGIO POR CATEGORIA DE VEÍCULO            Obs: Para os veículos com mais de 6 (seis) eixos, será adotado o valor correspondente a Categoria 1 multiplicado pelo número de eixos do veículo que excederem a 6 (seis) eixos.  Para efeito de contagem do número de eixos do veículo será considerado o número total de eixos, independentemente de serem suspensos ou não.   Vale ressaltar que a Resolução Nº 4.652, publicada no Diário Oficial da União hoje, 02 de abril de 2015, autorizando a cobrança de tarifa nas praças Campo Alegre, Araguari 1, Araguari 2, Uberlândia e Delta, ocorre depois da concessionária atender todos os pré-requisitos exigidos no contrato de concessão: conclusão dos Trabalhos Iniciais no Sistema Rodoviário; a implantação de 10% (dez por cento) da extensão total das obras de duplicação previstas no Programa de Exploração da Rodovia - PER; a implantação das praças de pedágio; e a entrega do programa de redução de acidentes e do cadastro do passivo ambiental no trecho concedido.         As tarifas básicas de pedágio de cada praça, valor pago pelo usuário como contraprestação às obras realizadas e serviços oferecidos na rodovia, foram definidas tendo como base o valor de R$ 4,53 para cada 100 quilômetros (ou R$ 0,0453/km) estabelecido na data do edital de licitação (maio 2012). Esse valor foi atualizado pela variação do IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Ampliado até a data de início da cobrança das praças, e será corrigido anualmente; conforme estabelece o contrato de concessão. Os valores das tarifas por praça de pedágio variam em decorrência do TCP – Trecho de Cobertura da Praça, também pré-estabelecido no contrato, considerando o valor da tarifa básica multiplicado pelo TCP de cada praça, entre outros fatores.   As cinco praças de pedágio serão operadas por 228 funcionários (agentes de arrecadação), todos contratados nos municípios e região onde elas estão localizadas.   Investimentos - Em 30 anos de concessão, a MGO Rodovias vai investir R$ 3 bilhões na BR-050. Desse total, R$ 2,38 bilhões destinam-se a intervenções estruturais no pavimento e melhorias funcionais e operacionais e R$ 650 milhões especificamente para ampliação/duplicação da rodovia. Nos 5 primeiros anos serão R$ 1,36 bilhão em investimentos, sendo que em 2014 a concessionária já investiu R$ 186,5 milhões e neste ano investirá R$ 280 milhões.   Os benefícios aos usuários e para a economia dos municípios localizados no trecho sob concessão na BR-050 já puderam ser observados em 2014, primeiro ano de concessão da MGO Rodovias. A concessionária gerou 1.674 empregos diretos e cerca de 2.500 indiretos nos municípios. Neste ano, esses municípios também terão uma nova fonte de receita: a arrecadação de ISSQN sobre a arrecadação das praças de pedágio, que é proporcional à extensão da área territorial de cada município na BR-050.     Leia Mais

  • 26/02/2015

           ATRHOL recebe Prêmio Partner do Programa Achieving Excellence e Prêmio Fornecedor do Ano 2014 John Deere durante o 10º Encontro de Fornecedores, realizado no dia 25/02/2015 em Campinas/SP. Representada pelo seu Diretor Presidente, Jorge Antônio Lanzanova, e pelo Gerente de Conta da John Deere, Júnior César Haas, recebeu o Prêmio Partner, reconhecimento este que destaca os padrões de performance de seus fornecedores de acordo com os critérios definidos. A ATRHOL recebeu também o título de Fornecedor do Ano 2014 John Deere, dado apenas ao fornecedor que se destacou e excedeu aos padrões de desempenho e qualidade em suas operações. É importante destacar também que foi a primeira empresa de prestação de serviços a receber este prêmio.           O principal objetivo do Programa Achieving Excellence é promover a melhoria contínua em sua cadeia de suprimentos de maneira que beneficie os seus fornecedores e a John Deere.      Os fornecedores que participam do programa são avaliados anualmente em diversas categorias de desempenho, incluindo a qualidade, gerenciamento de custos, entrega,suporte técnico e relacionamento.          A ATRHOL como fornecedor e parceiro John Deere de mais de 35 anos vem oferecendo Soluções Inteligentes em Transportes para os seus produtos, sempre compromissada e focada na qualidade dos serviços prestados e na satisfação de seus clientes.          Esta premiação somente foi possível devido ao trabalho em equipe e o empenho de todos os colaboradores, sócios e parceiros durante todos esses anos, que trabalham pela qualidade total nas suas operações.                  Leia Mais

  • 29/01/2015

    Ao todo, foram registradas 8.510 ocorrências em todo o Estado, sendo que 59,75% representam crimes na capital     O índice do roubo de cargas praticado no em São Paulo 2014 apresentou aumento de 6,92% em relação ao número consolidado em 2013. Os dados são da SSP/SP, a Secretaria de Segurança Pública da unidade federativa.   Ao todo, foram registradas 8.510 ocorrências em todo o Estado, sendo que 59,75% (5.085) representam os crimes na capital, 22,70% (1.932) na Grande São Paulo e 17,55% (1.493) em municípios do interior. No ano anterior, foram somadas 7.959 incidências.   Se for considerar a média mensal de 2014, foram 717,5 para cada mês, enquanto que em 2013 foram 663,2.       Segundo dados dos DEINTERs (Departamentos de Polícia Judiciária de São Paulo Interior), em relação à localização das ocorrências nessa área, o ranking ficou sendo:   São José dos Campos: 122 ocorrências (em 2013, 105 casos). Campinas: 521 (657 em 2013). Ribeirão Preto: 143 (128 em 2013). Bauru: 20 (17 em 2013). São José do Rio Preto: 10 (5 em 2013). Santos: 272 (278 em 2013). Sorocaba: 88 (69 em 2013). Presidente Prudente: 5 (idem em 2013). Piracicaba: 310 ocorrências (261 em 2013). Araçatuba: 2 (idem em 2013). Leia Mais

  • 28/01/2015

    A partir de 2 de fevereiro, a tarifa básica passou para R$ 3,80    A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) autorizou o reajuste de 11,7%no pedágio cobrado na Ponte Rio-Niterói, no Rio de Janeiro. O trecho da BR-101 está sob concessão da Autopista Fluminense.    A partir do dia 2 de fevereiro, a tarifa básica passou de R$ 3,40 para R$ 3,80 nas praças de pedágio P1, em Campos dos Goytacazes, P2, em Conceição de Macabu, P3, em Casimiro de Abreu, P4, em Rio Bonito, e P5, em São Gonçalo.      Os novos valores a serem praticados são os seguintes:   * Automóvel, caminhonete e furgão – 2 eixos, rodagem simples: R$ 3,80   * Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão -  2 eixos, rodagem dupla: R$ 7,60   * Automóvel e caminhonete com semi-reboque – 3 eixos, rodagem simples: R$ 5,70   * Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semi-reboque e ônibus – 3 eixos, rodagem dupla:  R$ 11,40   * Automóvel e caminhonete com reboque – 4 eixos, rodagem simples: R$ 7,60   Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque – 4 eixos, rodagem dupla: R$ 15,20   * Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque – 5 eixos, rodagem dupla: R$ 19,00   *Caminhão com reboque e caminhão-trator com semi-reboque – 6 eixos, rodagem dupla: R$ 22,80   *Motocicletas, motonetas e bicicletas motorizadas – 2 eixos, rodagem simples: R$ 1,90     A medida está publicada no DOU (Diário Oficial da União) em 20/01/2015.   FONTE: CNT Leia Mais

  • 16/12/2014

      CLIENTE RASTER. Para os feriados de Natal e Ano Novo, segue abaixo horários de restrições de circulação nas Rodovias.                        NATAL            19/12/2014 (sexta-feira) - 16:00h às 22:00h          24/12/2014 (quarta-feira) - 06:00h às 12:00h          25/12/2014 (quinta-feira) – 16:00h às 24:00h             ANO NOVO            01/01/2015 (quinta-feira) - 16:00h às 24:00h          04/01/2015 (domingo) - 16:00h às 24:00h   Leia Mais

  • 19/11/2014

    Conselho Monetário Nacional manteve em R$ 402 bilhões limite de contratações de empréstimos pelas empresas dentro do programa   O CMN (Conselho Monetário Nacional), em reunião realizada no dia 14/11, manteve em R$ 402 bilhões o limite de contratações de empréstimos pelas empresas dentro do PSI (Programa de Sustentação do Investimento), do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Apesar do limite global não ter sido alterado, houve mudança dos recursos liberados para algumas linhas de crédito. Segundo o próprio governo, a alteração ocorre por haver alguns programas com menor disponibilidade orçamentária e outros com maior. No caso da linha de crédito para aquisição de ônibus e caminhões, terá disponível mais R$ 3 bilhões, ao mesmo tempo em que os financiamentos para compra de bens de capital (máquinas e equipamentos para produção) terão mais R$ 2,5 bilhões. Com isso, o crédito do PSI para caminhões e ônibus tem novo limite de R$ 122,6 bilhões.   O PSI Rural, que financia a aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas novos, como tratores, colheitadeiras, por exemplo, terá mais R$ 3 bilhões para empréstimos ao setor produtivo. Por meio deste programa, criado em 2009, o governo concede crédito com juros baixos, subsidiados pelo Tesouro Nacional, em linhas de crédito voltadas para o investimentos. O CMN é formado pelos ministros da Fazenda, Guido Mantega, do Planejamento, Miriam Belchior, e pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.     FONTE: Portal Transporta Brasil Leia Mais

  • 07/10/2014

    ATENÇÃO MOTORISTAS!   O SETOR DE SINISTRO da RASTER informa que detectou movimentação de risco na região de Comodoro/MT, nas BR 174, MT-364 sentido Sapezal/MT, informações de que os meliantes estão abordando os motoristas e subtraindo seus pertences. CLIENTE RASTER, caso veículos da sua frota trafeguem por esta região, favor alertar o condutor para redobrar a atenção e seguir corretamente as medidas preventivas de gerenciamento de risco.            Os órgãos de segurança pública já foram alertados.            Vide área de risco:       Leia Mais

  • 03/09/2014

    Medida contempla rodovias localizadas no Sudeste, Sul e Nordeste   A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) anunciou, nesta segunda-feira (1/9), que foi efetuada a revisão das tarifas básicas de pedágio das BR-116/324/BA, BR-153/SP, BR-381/MG/SP, BR-116/PR/SC, BR-116/SP/PR, BR-101/RJ, BR-116/376/PR, BR-101/SC, BR-393/RJ e BR-116/RJ/SP.   A revisão tarifária é termo que consta no contrato de concessão e é concedida todo ano. A medida visa à correção monetária dos valores da tarifa, tendo como base a variação do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). No caso das revisões ordinárias, como esta anunciada, são arranjadas compensações por descumprimentos ou postergação de cláusulas contratuais.   Em relação aos novos valores aprovados, foram considerados os efeitos da inclusão de verba para os serviços de correios (para envio de multa por infração) e dos custos relacionados ao sistema de sensoriamento e controle de tráfego.   Confira abaixo como ficaram os preços:   FONTE: Portal Transporta Brasil Leia Mais